OFICINAS

Oficinas

Confira os oficinas do 1º Festival de Cinema Nacional de Chapecó

23/10

- 9 às 14h: Efeitos Sonoros e Foley | com Juan Quintáns

Os efeitos de som merecem um destaque no universo do sound design de uma obra audiovisual. Entre eles, o foley consiste em dublar o som do que vemos na tela. Os encarregados de essa difícil tarefa se chamam de artistas de Foley. O trabalho consiste na recriação dos sons num estúdio, com elementos equivalentes, ou não, ao mesmo tempo que são executados pelos personagens da cena. Além desse tipo, temos muitos outros efeitos sonoros que podemos utilizar na cena, para ajudar a narrar essa história.

Nesta oficina o técnico e desenhista de som Juan Quintáns vai palestrar sobre todas as partes que compõem esse processo: Decupagem sonora, seleção de elementos e objetos sonoros, intenção artística para a execução e gravação, edição e sincronia.

- 14h às 17h: Cineclubismo: formação e experiência. - liberada no YouTube e Facebook

Das teorias sobre emancipação do espectador à montagem da programação de uma mostra em cineclube. A mesa redonda que aborda o tema "Cineclubismo" se debruça em questões específicas sobre dispositivo, extensão e papel do cinema enquanto formador de público.

Felipe Macedo, Gizely Cesconetto e Maurício Vassali se somam para uma conversa livre sobre suas experiências com curadoria, pesquisa e atuação direta em cineclubes do país.

24/10

- 13h às 17h: A Ancine ontem, hoje e amanhã | com Vera Zaverucha

Vera Zaverucha se soma ao festival com um tema que evoca reflexões sobre política, economia, cultura e história: A Agência Nacional de Cinema e sua função. Sabendo que não é uma função fácil, não tentaremos desvendar os caminhos da Ancine, mas sim entender quais são os processos que operam internamente e externamente.

Para tanto, a experiência de Vera se une a nossa curiosidade natural de compreender como a cadeia audiovisual brasileira se fez e se faz.